Batismo com o Espírito Santo

Imprimir

Esta é uma série de sermões de John MacArthur sobre dons espirituais e homens especialmente dotados. Veja os links no final deste texto.


I Coríntios 12: 12-13 contem uma declaração importante e é algo que devemos entender: o batismo com o Espírito Santo. Não tenho a intenção de entrar em todos os detalhes, algo que veremos nas próximas semanas. Este é um assunto mal interpretado e muito controverso. Em qualquer controvérsia você tem que se posicionar de um lado. Que você faça isto biblicamente.

12 Porque, assim como o corpo é um e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, constituem um só corpo, assim também com respeito a Cristo.
13 Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito.

Nossa abordagem a esta parte da Escritura, como em todas as outras, é olhar para ela, lê-la e ver o que Deus está falando. Eu creio que você vai entender que o que estou dizendo não é um ataque a nenhum indivíduo, mas simplesmente uma tentativa honesta e íntegra de entender o que o Espírito de Deus está dizendo aqui, seu significado e a razão pela qual Ele disse.

Os capítulos 12,13 e 14 de I Coríntios lidam com os dons espirituais; o ministério do corpo de Cristo através de dons do Espírito. Nós temos falado sobre eles com detalhes. Já cobrimos os primeiros 11 versículos; discutimos o abuso, mau uso, mau comportamento e desobediência daquela igreja em muitas áreas. Nós vimos como eles pecaram em muitos aspectos. Na verdade, toda a carta de I Coríntios é como um diagnóstico médico de doença espiritual, seguido por uma série de prescrições para remediar os problemas.

Uma das partes da doença que se manifestou entre os coríntios era que eles estavam envolvidos em abusos, má compreensão e desobediência em relação aos dons espirituais. Eles misturaram os dons espirituais com as coisas que estavam ocorrendo em cultos pagãos, promovendo êxtases que geravam muita confusão, dissensão e orgulho espiritual. Todos os tipos de problemas estavam acontecendo e Paulo teve que passar três capítulos identificando alguns deles e oferecendo algumas soluções.

Tenha em mente que o tema de Paulo em I Coríntios, capítulos 12-14, é tentar ajudá-los a lidar com a carnalidade que se manifestou na área de dons espirituais e ministérios. Nós estamos olhando agora dois versos que se tornam o cerne do argumento de Paulo. Ele disse: “A respeito dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes” (I Coríntios 12:1). Eles eram ignorantes, e eles deveriam deixar de ser ignorantes.

Há duas coisas básicas que você deve entender. Você deve entender a diversidade de dons. O Espírito de Deus não quer que todos façam a mesma coisa. Existe uma enorme e bela diversidade. Essa é a sua mensagem nos versículos 4-11 de I Coríntios 12. Na verdade, aprendemos que todo crente é único e possui uma combinação única de habilitações divinas, para o bem do corpo de Cristo.

Nessa singularidade e individualidade de talentos que Deus deu a cada crente, existe uma habilidade maravilhosa para ministrar ao corpo, tão singular que um membro não pode cumprir a função do outro, caso este se torne negligente. É por isso que é fundamental que você ministre no poder do Espírito Santo, porque você é insubstituível. Então, Paulo falou, em grande extensão, sobre a diversidade dos dons nos versículos 4-11.

Agora, quando ele chega aos versículos 12-13, ele se move para falar sobre o outro lado dessa dicotomia: a unidade da igreja. A igreja não é apenas diversificada, mas é uma. Existe uma unidade básica com a qual devemos estar comprometidos. É bom ter dons diversos, mas devemos lembrar sempre que há uma unidade que deve ser mantida na prática, porque essa unidade existe em posição. No versículo 12 de I Coríntios 12, Paulo nos dá uma ilustração dessa verdade, e no verso 13 a afirmação da realidade.

Vejamos, então, a ilustração da unidade: “Porque, assim como o corpo é um e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, constituem um só corpo, assim também com respeito a Cristo” ( I Coríntios 12:12). “O corpo é um”, isto é, é uma unidade. Existe em uma unidade coesa. Não é desconectado. Se algo for desconectado, ele deixa de funcionar. É um. “E tem muitos membros”, então, em sua unidade, há uma diversidade, uma pluralidade.

O corpo é um, mas tem muitas partes. As muitas partes funcionam diversamente e, no entanto, estão em unidade. Há diversidade e unidade. No corpo há diversidade dos membros, das funções. Mas existe um corpo inteiro e um poder vital que faz do corpo uma unidade orgânica. Esta é uma designação comum por parte do apóstolo Paulo, tais como em I Corintios 10:17; Romanos 12: 4-5; Efésios 1:23; 2:16, 4: 4, 12, 16 e Colossenses 1:18 e 22. São os mesmos conceitos. Para Paulo, a ilustração mais clara da unidade do crente com Cristo é vê-lo como um corpo com Cristo sendo sua cabeça, a fonte de sua vida.

Há muitas outras metáforas da igreja. Ela é chamada de um rebanho com um pastor; o reino com um rei; a família com um pai; a videira e os ramos, com Cristo sendo a videira. Portanto, existem outras designações da igreja. Mas, o melhor uso, ou a melhor metáfora para a igreja é como um corpo, porque é um todo orgânico, uma unidade orgânica. Tem um princípio de vida único comum. A igreja existe como um todo com um princípio de vida, e ainda há diversidade. Paulo compara  ao corpo humano, que é uma coisa maravilhosa. É certamente a mais incrível criação orgânica de Deus. É o ponto alto de Sua criação.

Jesus até disse: “Que daria o homem pelo resgate da sua alma?” (Marcos 8:37) . Esse princípio de vida que compõe um homem tem um valor enorme, além do que poderia ser medido. O corpo é muito mais do que a soma de suas partes. É uma fantástica criação de Deus que manifesta diversidade e unidade. Até nos membros duplicados (como pés, mãos, braços, pernas, ouvidos, olhos etc.) há uma diversidade, habilidades diferenciadas. Eu mesmo tenho diferenças de capacidades e restrições em meus olhos e tenho um ouvido maior que o outro.

No entanto, há um todo orgânico que compõe o corpo. É a ilustração mais perfeita da diversidade e da unidade em perfeita combinação e função. O corpo humano é uma unidade orgânica; existe um princípio de vida comum englobando toda essa diversidade, de modo que se torne uma unidade, um todo. A igreja não é diferente, ela é um todo orgânico, uma pluralidade de membros com um princípio de vida comum. Marque isso: não há, nunca houve, e nunca haverá dois tipos diferentes de cristãos, apenas um. O versículo 13 de I Coríntios 12 diz que:

Em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito.

Estamos todos no corpo de Cristo; somos todos membros de seu corpo; todos somos uma parte do todo orgânico através do qual pulsa a vida de Cristo; e todos nós temos um poder em comum, e é o poder do Cristo vivo que habita em nós. O corpo, então, é um todo orgânico. E torna-se a ilustração que Paulo usa para falar da igreja. Isso fica claro no final do versículo 12 na pequena declaração: “Assim também é Cristo”.

Quero abrir o horizonte um pouco sobre esse pensamento. Por que Paulo não disse: “Assim também é a igreja?”. Mas quando você pensa na igreja, o que você pensa? Você normalmente pensa em um monte de pessoas desconectadas. Então, Paulo, de acordo com sua metáfora, diz: “Assim também é Cristo”. Ouça-me: dizer ‘nós somos Cristo’ é o mesmo que dizer que ‘nós somos a igreja’. Você entende isso? Esse é um conceito muito profundo.

O que significa “assim também com respeito a Cristo”? (v.12). Por que ele não diz: “Assim também com respeito à igreja?“. Porque a igreja é Cristo, e é isso que ele quer enfatizar. Ele está enfatizando o fato de que você e eu, como crentes, somos um com o Cristo vivo. Somos um organismo vivo através do qual pulsa a vida eterna de Deus pelo Espírito de Cristo que vive em nós.

Não somos apenas biologicamente vivos, não estamos apenas vivos fisicamente, mas estamos eternamente vivos. Por quê? Porque a vida de Deus está em nós. O único denominador comum que todos os crentes possuem é a vida de Deus na alma. É exatamente isso que Jesus quis dizer quando disse: “porque eu vivo, vós também vivereis” (João 14:19). Ou quando João disse: “Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida” (I João 5:12).

Nós somos Cristo. O único Cristo que o mundo vê somos nós. Cristo se encarnou uma vez em um único corpo; Ele se encarnou novamente em todos os nossos corpos e assim criou o único corpo que é Cristo no mundo. Nós somos Cristo. Paulo está enfatizando a encarnação de Jesus em Sua igreja, em Seu corpo. É uma encarnação viva. Cristo está vivo em mim; Ele está vivo em você. Ele está vivo em todos os crentes. É o que a salvação significa. Todos nós somos um em Cristo Jesus.

I Coríntios 6:17 diz: “Mas aquele que se une ao Senhor é um espírito com ele”. A igreja, o único corpo constituído por todos nós, é permeada por uma fonte de vida, uma personalidade, e isso é Cristo. Nós somos, literalmente, simplesmente carne e osso para manifestar o Cristo vivo. É por isso que é tão ridículo e incongruente quando nos exaltamos. Quando um dom espiritual opera e ministramos, isto é Cristo manifestando a Sua vida. Possuímos a vida comum em Cristo. Ele mora em cada crente.

Gálatas 2:20 diz: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim”. Filipenses 1:21 diz: “Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho”. Isto é verdade para cada crente. É a vida de Cristo em você, a vida eterna de Deus. A morte não é o fim para o crente, pois ele tem a vida eterna. Cristo está vivo em nós.

Agora, deixe-me perguntar-lhe: Todos os cristãos têm essa vida? Todos os cristãos possuem a vida de Cristo? Sim, é isso que a salvação é: receber Jesus Cristo, para que Ele entre em minha vida. Essa é a ilustração de Paulo. Agora, ele continua explicando algo do significado no versículo 13. Vamos agora da ilustração para a realidade. É aí que as pessoas ficam confusas.

Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito (I Coríntios 12:13).

Este versículo é terrivelmente mal interpretado hoje. O que significa ser batizado em um só corpo pelo Espírito Santo? Isso é muito importante, vital, mas muito mal interpretado. Paulo traz dois pensamentos. Perceba-os. O primeiro é a formação do corpo e o segundo é a vida interior. A formação do corpo: “Todos somos batizados em um só corpo…. E a vida interior, no final do verso: “E a todos nós foi dado beber de um só Espírito”. Esses são os dois pensamentos, dois conceitos unificadores.

Lembre-se: a unidade é o seu ponto de vista. Existem dois conceitos unificadores: a formação do corpo em bases unificadas e a vida interior de forma unificada. Todos nós fomos colocados no corpo do mesmo modo e todos nós possuímos a mesma vida interior. Aqui está nossa unidade; nisso reside nossa unicidade.

“Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados…”. Muitas pessoas fazem confusão com esta declaração. O conceito popular muito falado acerca do “batismo do Espírito Santo”, não aparece em nenhuma parte da Escritura. Esse não é um termo bíblico. Não existe uma declaração desse tipo em qualquer lugar da Bíblia. Não há lugar na Bíblia onde você possa achar que o Espírito faz algum batismo. Isso pode ser uma surpresa, mas se você olhar atentamente os versículos envolvidos, o Espírito não faz o batismo. Olhe comigo em Mateus 3:11, onde João diz:

Eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo.

Cristo é que batizaria com o Espírito Santo, e mais tarde com fogo. E esse não é o fogo de Pentecostes. É o fogo do juízo eterno, conforme o verso seguinte: “Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará”. É o fogo do inferno, é disso que João trata. Os crentes receberiam o batismo com o Espírito Santo e os incrédulos o batismo com fogo.

Eu lhe perguntarei uma coisa: se você não for batizado com o Espírito Santo, o que vai acontecer? Você será batizado com fogo. Eu acrescentaria, então, que existem apenas dois tipos de pessoas no mundo: as pessoas batizadas com o Espírito Santo e as pessoas que vão para o inferno (batizadas com fogo). É o que ele diz. Então, você não pode ser cristão e não ser batizado com o Espírito Santo.

Em Marcos 1: 8, você tem uma situação similar. “Eu, em verdade, tenho-vos batizado com água; ele, porém, vos batizará com o Espírito Santo”. O mesmo está em Lucas 3:16-17, onde João Batista diz: “Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo. Ele tem a pá na sua mão; e limpará a sua eira, e ajuntará o trigo no seu celeiro, mas queimará a palha com fogo que nunca se apaga”. Quem batiza com o Espírito Santo? Jesus. A quem Ele batiza com o Espírito Santo? Os crentes. Quem receberá o batismo com fogo? Os perdidos. Em João 1:33-34, João Batista diz:

E eu não o conhecia, mas o que me mandou a batizar com água, esse me disse: Sobre aquele que vires descer o Espírito, e sobre ele repousar, esse é o que batiza com o Espírito Santo. E eu vi, e tenho testificado que este é o Filho de Deus.

Em Atos 2:32-33 diz:

Deus ressuscitou a este Jesus, do que todos nós somos testemunhas. De sorte que, exaltado pela destra de Deus, e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vós agora vedes e ouvis.

[Nota do site: A respeito de Mateus 3:11, John MacArthur entra em detalhes em outro sermão, clique aqui e leia].

Quem é o que derramou o Espírito Santo no dia de Pentecostes? Cristo, em cumprimento da profecia dita por João Batista. O batizador é Cristo, não é o Espírito Santo. As pessoas dizem: “Tivemos o batismo do Espírito Santo”, e pensamos que o Espírito Santo faz algo com eles. Eles chegam até a dizer: “Sim, fomos batizados por Cristo na conversão, mas o batismo do Espírito vem depois”. Isso é uma má compreensão da Palavra de Deus. Em João 15:26, Jesus diz:

Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele Espírito de verdade, que procede do Pai, ele testificará de mim.

Você poderia dizer que somos salvos pelo Senhor Jesus Cristo? Sim? Mas quem foi o agente da sua salvação? Você nasceu do Espírito. Cristo e o Espírito estão envolvidos, assim como o Pai. Assim é, de alguma forma, quando você é salvo, o Senhor Jesus Cristo, pela autoridade do Espírito de Deus, coloca você no Seu corpo. Ele é o batizador.

“Por um Espírito”. Quantos Espíritos existem? O mesmo Espírito. “Fomos batizados em um só corpo”. Quantos cristãos tiveram o batismo com o Espírito Santo? Todos. Não entendo por que as pessoas querem se confundir aqui. Não é realmente difícil esta conclusão.

Se alguém pergunta: “Você já recebeu o batismo do Espírito Santo?”. A primeira resposta é: “Não há o batismo do Espírito Santo”. Há o batismo com o Espírito Santo, algo recebido por todos os cristãos. Essa é a base do fato de que somos todos um só corpo, possuindo a única fonte de vida, habitada pelo único Cristo. Se você nega esta verdade, você destrói a unidade do corpo de Cristo. Pessoas salvas sem se tonarem parte do corpo de Cristo? Isto é impossível!

O que Paulo quer dizer com ‘batizados’? Poderíamos falar muito sobre isso. A primeira coisa que eu diria é que o versículo 13 não fala sobre o batismo nas águas. Não há água aqui, tal como Romanos 6. Há pessoas que dizem que é o batismo nas águas que transmite o Espírito Santo. Uma doutrina contrária à mensagem bíblica.

A palavra grega traduzida como batismo é usada no Novo Testamento para se referir a uma imersão espiritual. Paulo está dizendo que todo crente foi tomado pelo mesmo Espírito e imerso na mesma unidade com Cristo, constituindo Seu corpo. Entende? É uma palavra muito clara aqui. Não há água aqui. O batismo em que Paulo está se referindo é uma realidade espiritual. Refere-se a levar o crente a uma união vital com Cristo.

Batismo significa ‘mergulhar’. Mateus 3:11 menciona o batismo para arrependimento. O que isso significa? Isso significa que você está imerso em um coração arrependido ou uma atitude arrependida. O batismo em Moisés, em 1 Coríntios 10:2, significa que eles deixaram Faraó e o Egito para se tornarem imersos e identificados com um novo líder e uma nova terra. O batismo com o Espírito Santo é Cristo colocando você, por meio da cooperação do Espírito, na unidade do corpo e dando-lhe um princípio de vida comum. Quando você se tornou um cristão, você se uniu a Cristo, e quando você se uniu a Cristo, você estava conectado com todos os que se uniram a Ele.

Nunca vou entender por que as pessoas querem dizer que você precisa esperar uma segunda experiência chamada de “batismo do Espírito Santo”. Simplesmente não é assim! O que eles estão fazendo é adulterar a doutrina da salvação, e é por isso que é tão grave. Eles estão dizendo: “Salvação realmente não lhe dá tudo o que você acha que ela lhe dá”. É muito complicado, para mim, ouvir coisas assim.

Biblicamente, o batismo espiritual une todos os crentes a Jesus Cristo, tudo se torna nosso. Jesus prometeu: “Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre” (João 7:38). João disse no verso 39: “E isto disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem”. É uma promessa que foi e tem sido cumprida em toda a história da igreja. Não é algo adicional.

João 7:37 diz: “E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba”. Era a Festa dos Tabernáculos. Neste ritual, um sacerdote pegava um cântaro e derramava água. Eles celebrariam Deus dando água aos filhos de Israel em Meribá. Eles citavam Isaías 12:3, que diz: “E vós com alegria tirareis águas das fontes da salvação“. Foi exatamente nesse ponto que Jesus disse: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba”. Em outras palavras, “Se você está realmente com sede, não é aquela água que irá satisfazê-lo, é a água que Eu dou”.

O homem sedento vê sua necessidade e vai a Cristo. Ele bebe da salvação. O verso 38 fala dos rios de água viva no interior do salvo, referindo-se à presença gloriosa do Espírito Santo na vida do crente. Então, quem recebe plenamente o Espírito Santo? Todo aquele que crê. Em que dimensão todo crente recebe? A ponto de fluir rios de água viva de seu interior. Há alguma dosagem? Não. Não há gotejamento do Espírito, mas rios. Se o rio está ou não fluindo de mim depende da minha obediência e submissão. Caso você ainda esteja confuso sobre isso, veja Atos 11:15-17, que diz:

E, quando comecei a falar, caiu sobre eles o Espírito Santo, como também sobre nós ao princípio. E lembrei-me do dito do Senhor, quando disse: João certamente batizou com água; mas vós sereis batizados com o Espírito Santo. Portanto, se Deus lhes deu o mesmo dom que a nós, quando havemos crido no Senhor Jesus Cristo, , quem era então eu, para que pudesse resistir a Deus?

Pedro está informando sobre a conversão dos gentios, o que, claro, foi um grande choque para ele. E ele diz sobre o Espírito Santo caindo sobre os gentios, lembrando-se da promessa do Espírito aos que cressem. Quem foi batizado com o Espírito Santo? Os que creram.

Deixe-me dizer outra coisa. O batismo com o Espírito Santo não é uma experiência. Você entende isso? Não é uma experiência, é um fato que ocorre em sua salvação. É o fato de que quando você crê em Deus, pelo Espírito, Ele o coloca no Filho. Isso é o batismo com o Espírito Santo. Só estou tentando ajudá-lo a ver o que a Palavra diz. Em Gálatas 3:26-27 diz:

Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo.

Como ser um filho de Deus? Pela fé em Cristo Jesus. Há três declarações no texto e quatro definições: um cristão é um filho de Deus; um cristão é alguém que colocou sua fé em Cristo Jesus; um cristão é alguém batizado em Cristo; um cristão é alguém colocado em Cristo. Todos esses são sinônimos, todos eles definem o mesmo. É tudo por fé, a fé salvadora. Batizado em Cristo aqui não se refere ao batismo nas águas, o qual não pode salvar. Paulo usou metaforicamente o batismo para falar de alguém imerso em Cristo ou colocado em Cristo por meio do milagre espiritual da união com Ele em sua morte e ressurreição.

É por isso que não há ordem na Escritura para ser batizado com o Espírito. Não há nenhuma exortação para receber o Espírito Santo. Por quê? Porque todo verdadeiro crente já O tem. Esse é o ponto principal da nossa unidade em Cristo. Se você retirar isso, você destrói uma parte da doutrina da salvação. Não podemos ser salvos e estarmos desconectados do Corpo. Isso seria uma salvação incompleta. Não é isto. Estamos completamente nele.

Eu quero que você note algo mais em 1 Coríntios 12:13, que diz: “Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito”. Isto já é uma realidade em todos os verdadeiros crentes. Você não experimenta isto em algum dia, isto já é um fato. É uma união e uma identificação com o corpo; o princípio da vida de Cristo que vem viver em você.

As pessoas dizem: “E o livro de Atos? Pessoas em Atos 1 criam, mas elas tinham que esperar…”. Sim, eles tiveram que esperar, porque o Espírito Santo ainda não havia chegado. Assim como algumas pessoas haviam esperado o Messias, como Ana, no templo. Mas isso não significa que o dia de Pentecostes tem que se repetir inúmeras vezes, assim como Jesus não precisa nascer em Belém repetidas vezes. Ele veio uma vez e fez tudo. O Espírito veio uma vez e fez tudo.

Você diz: “Mas por que houve uma lacuna em Atos 8:14-17, onde samaritanos se converteram, mas não receberam o Espírito imediatamente?”. Foi um fato simples na transição entre a Velha e a Nova aliança. As pessoas citadas no texto são samaritanos. Em todo o mundo, é improvável que os judeus odiassem alguém tanto quanto odiavam os samaritanos. Os judeus receberam o Espírito Santo no dia de Pentecostes, certo? O evangelho tinha sido pregado em Samaria. Judeus e samaritanos estavam há 500 anos separados. Samaria havia recebido o evangelho e este fato se tornou um paradigma aos judeus convertidos.

E assim, Deus, na sua sabedoria maravilhosa, reteve o Espírito Santo deles até os apóstolos judeus chegarem. E os apóstolos judeus viram os samaritanos receberem o Espírito Santo com a mesma manifestação que eles receberam no Pentecostes. Assim, os apóstolos poderiam voltar e dizer aos judeus em Jerusalém o que havia acontecido, para que todos cressem que os samaritanos também faziam parte de um mesmo corpo com os judeus. Isto foi muito importante para a igreja.

Lembra do que aconteceu no caso de Cornélio, no capítulo 10 de Atos? Ele também recebeu o Espírito Santo, teve a mesma manifestação de línguas que eles tiveram no dia do Pentecostes e todos os judeus que estavam lá ficaram absolutamente chocados. Eles não podiam acreditar. Mais tarde, Pedro voltou para Jerusalém e, em outras palavras, disse: “vocês não vão acreditar nisso, mas os gentios receberam o mesmo que nós!”. Você pode observar que os dois casos são emblemáticos. Em ambos houve uma manifestação evidente e diante dos apóstolos, para que a igreja entendesse a dimensão e unicidade do corpo de Cristo.

Algumas pessoas dizem: “Bem, e quanto a Atos 19:1-7?”. Paulo perguntou a 12 homens: “Vocês receberam o Espírito Santo quando creram?”. E eles disseram: “Nós nem sabemos sobre o Espírito Santo”. E, por isso, alguns dizem: “Olha aí, havia ali cristãos sem o Espírito Santo…”. Não. Eles não eram cristãos. Você não percebeu? Essas pessoas eram discípulos de João Batista. Quando descobriram sobre Cristo, eles receberam Cristo e o Espírito ao mesmo tempo. Mas a partir desse acontecimento, a declaração de doutrina é clara: “Por um único Espírito fomos todos batizados em um só corpo”. Todos nós fomos colocados no corpo. Então, não deixe que ninguém lhe diga que existem alguns cristãos que nunca foram batizados com o Espírito Santo.

[Nota do site: Sobre Atos 1; 8:14-17; 10; 19:1-7 John MacArthur entrou em detalhes no sermão Já Recebemos o Espírito Santo?]

É bom repetir: “Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito” (I Coríntios 12:13). Não importa quem somos. Somos uma igreja e Deus colocou todos os salvos nela. Este é o presente universal para todos os cristãos. Todos os crentes foram batizados com o Espírito. Negar isto é mexer com a doutrina da salvação. Após a salvação há o fortalecimento e capacitação do Espírito para o serviço, à medida que obedecemos ao Senhor. Você sabe como se encher com o Espírito de Deus e ver o poder do Espírito em sua vida? Obediência. Esse é o princípio do Novo Testamento.

Então, vimos a formação do corpo por um Espírito colocando todos em um só corpo. Existe uma unidade básica. Como eu disse, se você diz que nem todos têm o batismo do Espírito, então você diz que há cristãos desconectados do corpo de Cristo. Assim você destrói todo o conceito de igreja.

Agora, a segunda coisa a enfatizar nessa unidade está no final do versículo 13: “E a todos nós foi dado beber de um só Espírito”. Isso é tremendo! Não só fomos colocados em algo, mas nós tivemos algo colocado em nós: o Espírito Santo. Como podemos imaginar que haja pessoas no meio da igreja que não receberam isto ou então receberam de forma limitada? A Bíblia declara que somos templo do Espírito Santo.

Eu não só estou imerso em um ambiente da vida de Deus, mas a vida de Deus está em mim. Recebi a promessa do Espírito Santo, completa e totalmente. O Espírito Santo é seu no momento em que você crê. Isso é o que Coríntios 12:13 diz: “a todos nós foi dado beber de um só Espírito”. Este é o princípio da vida comum. Se você não recebeu o Espírito Santo, você não tem a vida eterna, porque Ele é a vida que vive nos verdadeiros crentes. Não podemos fracionar o Espírito, Ele é quem Ele é integralmente.

É absolutamente claro. Não há nada para esperar, pessoal. No entanto, digo que esta deve ser uma das mais confusas, falsas e incompreendidas doutrinas entre os cristãos hoje. É motivo de controvérsia contínua. As pessoas intimidam continuamente os cristãos dizendo: “Você não tem algo que Deus quer que você tenha. Você tem que buscá-lo, e aqui está o caminho para você conseguir isto”.

O que me surpreendeu é que, nesta semana, li dez escritores diferentes falando de dez maneiras diferentes de se obter o batismo com o Espírito Santo. Isso é incrível! Nunca li um cristão verdadeiro falar de uma maneira alternativa de ser salvo. Mas você encontra fórmulas para se receber algo que Deus já concedeu a todos seus filhos, indistintamente. A Bíblia, em lugar algum, ensina como ser batizado com o Espírito Santo, pois não é uma experiência a ser obtida, mas um fato que faz parte da salvação. Falar algo diferente é desonrar o Espírito Santo e diminuir a obra de Cristo.

Você diz: “De onde veio a ideia do batismo do Espírito?”. Bem, ela tem suas raízes no catolicismo. Você vê, o catolicismo ensina que quando um bebê é batizado, ele recebe a salvação. Mais tarde, quando ele é confirmado (na crisma), ele recebe o Espírito Santo. Então, essa dicotomia é católica romana.

Essa doutrina também tem suas raízes em John Wesley, Charles Finney, R.A. Torrey e muitas outras pessoas. Na verdade, Torrey foi um dos maiores contribuintes para o movimento moderno pentecostal, embora ele não fosse um pentecostal. Quando ele ensinou que o batismo do Espírito era uma obra posterior, o movimento pentecostal o citava frequentemente, por ele ter sido um conhecido teólogo evangélico.

John Wesley ensinou que você é salvo, e, depois, há uma segunda obra de graça após a salvação. Penso que isso foi um inconformismo com o ambiente espiritual em que ele estava. Os biógrafos de John Wesley dizem que ele morreu sem nunca ter atingido essa suposta segunda obra. Quer ouvir algo interessante? Ele era um homem melhor do que a sua teologia. Você pode ler Finney, Andrew Murray, Watchman Nee e outras pessoas e movimentos falando sobre isso. É de onde toda essa doutrina de haver um segundo momento no qual o crente recebe o Espírito veio.

Em 1901, o movimento moderno pentecostal nasceu e eles fomentaram isso. O movimento pentecostal saiu dos movimentos de Santidade e Wesley. Desenvolveu-se, principalmente, no nosso meio na Igreja Quadrangular. Esse ministério cresceu e muitas denominações surgiram a partir dele. Tudo fundamentado que na salvação o cristão não recebe o Espírito Santo ou então O recebe de forma fracionada.

Esta doutrina ofende as palavras e promessas de Cristo, o ensino apostólico e toda a Escritura Sagrada. Em I Coríntios 12:13, Paulo nos diz que o batismo com o Espírito Santo é um fato na vida de todo convertido, é a inserção do novo nascido no corpo de Cristo. Todos os verdadeiros crentes receberam essa maravilhosa promessa. Não nos falta nada. Vamos orar.

Nosso Pai, sabemos que nós lidamos muito com a Tua palavra, e tentamos, tão claramente quanto podemos, ensiná-la. Não desejamos ser indignos ou despreocupados com nossos irmãos e irmãs em Cristo, que não vêem esse assunto dessa maneira. Apenas oramos para que sejamos gentis e amorosos ao compartilhar com eles o que a Bíblia diz. Que não permitamos que sua tradição ou experiência anulem a Escritura. Sobretudo, Senhor, nos livra de achar que a nossa salvação é inadequada. Ajuda-nos a saber que é uma salvação completa; é tudo nosso, está tudo em nós, está tudo disponível para brilhar através de nós, para nos abençoar e abençoar os outros, se obedecermos à Tua verdade. Oramos em nome de Cristo, Amém.


Esta é uma série de sermões sobre os dons do Espírito Santo e homens especialmente dotados, conforme links abaixo:


Este texto é uma síntese do sermão “Spirit Baptism”, de John MacArthur em 12/09/1976.

Você pode ouvi-lo integralmente (em inglês) no link abaixo:

https://www.gty.org/library/sermons-library/1859/spirit-baptism

Tradução e síntese feitos pelo site Rei Eterno


 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *