Satanás e os Anjos Caídos – 3

Imprimir

Esta é uma série sobre Satanás, os anjos e os demônios (veja links das mensagens anteriores no final deste texto). John MacArthur “mergulha” nas Escrituras Sagradas e nos mostra o que Deus deixou registrado para que soubéssemos sobre este assunto. Tudo que está nas Escrituras Sagradas é importante, não temos qualquer outra fonte para buscar entender os anjos e o próprio Satanás. Infelizmente, muitos abandonaram as Escrituras Sagradas e estão correndo atrás de superstições e enganos de homens fraudulentos.


Esta noite vamos ver a terceira parte em nosso breve estudo sobre Satanás. O apóstolo Paulo, em 2 Coríntios, capítulo 2 e versículo 11, diz que não devemos ignorar os esquemas, nem os planos, nem os estratagemas, nem os truques de Satanás. Precisamos saber como ele opera. Precisamos saber algo de seu caráter, de sua pessoa, algo de sua abordagem. E uma vez que temos a Palavra de Deus, que desmascara os disfarces de Satanás e que revela seus esquemas, realmente não há motivo para sermos ignorantes nesses assuntos.

O que estamos tentando fazer em nosso estudo em conjunto é simplesmente abrir as páginas da Palavra de Deus e mostrar o que Deus revelou sobre nosso inimigo. Nós já vimos que uma de suas estratégias mais inteligentes é fazer com que os homens acreditem que ele não existe. Se não há inimigo, então, não precisa ter defesa contra ele. E, se não há defesa, a vitória é fácil.

Todavia, alguns creem na sua existência. Para aqueles que insistem em acreditar que ele existe, Satanás prefere apresentar falsas ideias sobre si mesmo, ou seja: que ele existe, mas que é algo menos do que o que ele realmente é. Alguns imaginam que ele seja uma espécie de figura mitológica que representa o mal geral. Outros o veem como um ser que veste uma capa vermelha acetinada, com chifres, rabo bifurcado, enfim, um tipo de monstro degradado de conto de fadas.

Outros o vêem como alguém a temer e como alguém que atormenta os cristãos, de quem temos que correr e ir a algum lugar para sermos libertos. Acredite em mim: Satanás prefere que os homens acreditem que ele não existe. Mas, se ele não puder ser inexistente, pelo menos na mente do homem, ele certamente vai preferir não mostrar quem realmente ele é. Então, ele se mascara e a Bíblia o desmascara.

É incrível que mesmo aqueles que afirmam adorar a Satanás realmente não adoram o Satanás que existe, mas um Satanás fabricado que o próprio Satanás usa para confundir os homens. Ele é um enganador. Ele é o mestre do engano no universo. E vimos nas últimas semanas quão cuidadosos precisamos ser para entendermos isso.

Já para as pessoas religiosas, aquelas que não só acreditam na existência do diabo, mas acreditam em algum deus, e talvez até acreditem no Deus verdadeiro, Satanás tem outra abordagem. Ele gosta de ser confundido com Deus. Tertuliano disse uma vez: “Diabolos est Dei simia”, e isso se traduz em “O diabo é o macaco de Deus”. O que Tertuliano quis dizer é que o diabo é especialista em imitar Deus. Isso é o que ele mais gosta de fazer. E, acreditem em mim, há muitos cristãos inconscientes que pensam que Deus está fazendo algo, quando, de fato, não é Deus que está agindo.

Agora, nas últimas semanas, tentamos cuidadosamente explorar o caráter de Satanás, em um esforço para detonar os mitos que ele criou para esconder seu verdadeiro eu. Tentamos desmascará-lo. Nós estudamos sobre quem é ele e determinamos como ele é. Nós estudamos a questão de quem ele é e o desmascaramos como um anjo caído. Nós conversamos sobre o que ele é, e vimos isto do ponto de vista de seus nomes, seus títulos e dos termos usados ​​para descrevê-lo.

E hoje chegamos ao quarto ponto em nosso esboço: como ele opera? Como Satanás opera no mundo para alcançar seus próprios objetivos?

Agora, isso nos leva aos aspectos mais importantes da vida. Abra sua Bíblia, porque estaremos apontando muitas coisas importantes. Na operação de Satanás, simplesmente precisamos entender que ele opera em duas categorias. Ele Opera em seus próprios filhos e ele opera sobre os filhos de Deus, e essas são as duas esferas em que Satanás age.

Olhemos, antes de tudo, a categoria número um, e veja como Satanás trabalha em seus próprios filhos.

E, creio eu, que todas as pessoas no mundo que estão sem Jesus Cristo, que estão fora da família de Deus, são filhos de Satanás, e eu respaldo isso em 1 João 5:19, onde diz: “E a O mundo inteiro está no maligno“. Jesus disse em João 8:44, dos fariseus: “Vocês têm por pai o diabo“, e eu acredito que isso poderia ser ampliado para incluir qualquer um que não seja filho de Deus. Não há meio termo.

Agora, como Satanás trabalha em seus próprios filhos? Vamos falar sobre as três principais maneiras de como ele opera. Em primeiro lugar, seu trabalho é impedir.

Há vários itens sobre os quais poderíamos falar, mas para um começo, olhe para o capítulo 8 de Lucas e depois vamos compará-lo com  o capítulo 13 de Mateus. Iremos direto à explicação que o Senhor deu sobre a parábola, que está no versículo 11: “Esta é, pois, a parábola: A semente é a palavra de Deus“, e, claro, você sabe que a parábola conta que um semeador estava semeando. O semeador se refere àquele que divulga, prega a Palavra, que difunde a verdade.

A semente é a Palavra de Deus. Verso 12: “ E os que estão junto do caminho, estes são os que ouvem; depois vem o diabo, e tira-lhes do coração a palavra, para que não se salvem, crendo“. E você notará no versículo 5 que o caminho é descrito lá como pisado. Um caminho que é pressionado, isso é, difícil. A semente cai, apenas fica ali e os pássaros a carregam. E isso é uma figura da Palavra de Deus espalhada em um solo duro que não a recebe, de modo que o diabo vem e arrebata a Palavra.

O diabo está no negócio de impedir. E a sua primeira área de atuação é arrancar, arrebatar a Palavra. Ele subtrai a Palavra. Além disso, para entender a figura completa da parábola, devemos olhar para o capítulo 13 de Mateus. Aí existem alguns outros itens que irão ajudar a nossa compreensão. Mateus capítulo 13, temos a parábola novamente aqui. Versículo 19: “Ouvindo alguém a palavra do reino, e não a entendendo, vem o maligno, e arrebata o que foi semeado no seu coração; este é o que foi semeado ao pé do caminho.

Agora, nesta parábola, temos quatro tipos de corações, quatro tipos de solo. Nós temos o coração que não responde, no versículo 19, “não entendendo…“, isto é, não registra, não atenta, é um coração totalmente insensível. Então, temos o coração impulsivo, versículos 20 e 21: “O que foi semeado em pedregais é o que ouve a palavra, e logo a recebe com alegria; mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e, chegada a angústia e a perseguição, por causa da palavra, logo se ofende“. Este é o coração impulsivo.

Essa é a pessoa que faz um compromisso impulsivo com Cristo, mas que não possui raiz real. O verso 22 nos fala sobre o coração preocupado: “E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera“. Aqui está o caso de alguém que está muito preocupado com o sistema para se render à Palavra. Então, há no versículo 23, o bom terreno, o coração responsivo. Assim, temos um coração insensível, um coração impulsivo, um coração preocupado e um coração responsivo.

Vamos olhar mais de perto o coração insensível. A Palavra de Deus pousa nesse coração no qual há indiferença, insensibilidade, uma atitude insensível, de rejeição. E o diabo vem e leva a Palavra embora. Agora, observe isso: o diabo só pode fazer isso porque o coração já é difícil. A questão aqui é a dureza do coração. A parábola ensina que o resultado de ouvir o evangelho é sempre dependente da condição do coração. E é só quando o coração é duro é que Satanás pode se mover e tirar a Palavra, e isso é precisamente o que ele quer fazer.

Antes que a pessoa possa meditar no que ouviu, ou pensar sobre isso, ou permitir que a Palavra se torne significativa, Satanás a arrebata trazendo novos atrativos que são mais sedutores, de modo que a Palavra é perdida. Há uma segunda passagem que nos ajudaria a entender seu trabalho de impedimento, e isso seria em 2 Coríntios, capítulo 4, versículo 3. Aqui, o apóstolo Paulo está falando um pouco sobre seu próprio ministério e sobre como Deus mudou sua vida.  Ele foi transformado de alguém que propagava a mentira para alguém que passou a pregar a verdade.

E ele diz no versículo 3: “Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto.” Verso 4: “Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.” E aqui novamente, a inferência é que Satanás pode apenas cegar alguém que intencionalmente não irá crer.

Não se trata da ideia de que Deus quer que você seja salvo e Satanás quer que você pereça e, então, você tenha direito ao voto decisivo. Não se trata de que você está sendo vítima de Satanás, como se você estivesse meio preso, quer votar em Deus, mas está cego. Mas, é a ideia de que, porque já há um coração incrédulo, Satanás pode agir e fazer você ficar cego. Satanás está no negócio de impedir. E para essas pessoas com corações duros, o evangelho é irrelevante.

Em 1 Coríntios 1:18 diz: “Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem…“. Satanás se move e arrebata. Mas não só Satanás está envolvido no trabalho de impedimento em seu trabalho nas vidas de seus próprios filhos, mas em segundo lugar, ele faz o trabalho de perversão. Ele não só deseja evitar a verdade, mas deseja perverter a verdade, de modo que o que as pessoas ouçam não seja a verdade. E ele faz isso por vários meios.

O número um é ensinando falsa doutrina. Dr. Pentecost tem uma declaração muito útil. Isto é o que ele diz e cito:

Satanás, é claro, prefere não ter que fazer o trabalho de tirar a semente que foi semeada. Ele  prefere, assim, controlar aquele que está fazendo a pregação de algo diferente da boa semente da Palavra de Deus. Agora ouça: pense no trabalho que Satanás deve realizar quando a Palavra é pregada.

Se houver 500 pessoas presentes quando a verdadeira Palavra de Deus for plantada em 500 corações, ele tem que ter 500 demônios em 500 vidas diferentes para remover o que foi semeado. Bem, eu não sei se isso é verdade, ele poderia ter um demônio muito rápido, ou um só para cuidar de vários corações… mas o argumento é óbvio: ele terá uma boa economia de operação se puder fazer com que aquelas pessoas que pensam que serão ensinadas na Palavra de Deus ouçam uma mentira do diabo.

Nesse caso, ele teve que trabalhar com apenas um demônio, em vez de 500. Mas, sabendo que a Palavra de Deus será proclamada e que a verdade de Deus será declarada, Satanás se especializou em evitar que a boa semente da Palavra caia no bom terreno, se ele pudesse fazer isso.

Tenho certeza de que Dr. Pentecost está certo nesse sentido. Satanás preferiria muito mais perverter a verdade do que impedi-la. Ele está ativamente pervertendo a verdade ao ensinar as falsas doutrinas. Acredite, os ministros de Satanás falam todos os domingos de milhares de púlpitos, não é?

Eu gostaria de atraí-lo para uma parte familiar da Escritura que deve ser considerada em relação a isso. 2 Coríntios, capítulo 11 e versículo 13, diz: “Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo.” Satanás é mais ativo dentro da estrutura religiosa e, em nosso caso, da religião cristã. Verso 14: “E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz“. E o seguinte: “Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras.

Satanás faz o trabalho de perverter, colocando suas próprias pessoas de influência demoníaca e possuídas de demônios nos púlpitos, propagando a falsa doutrina. Em 1 Timóteo, por exemplo, você está familiarizado com a passagem no capítulo 4, que diz: “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência” (vv. 1-2).

Eles estão ensinando mentiras hipócritas e isso não parece incomodá-los. Os falsos profetas – e eles são muitos – são a grande arma de Satanás. Em 2 Tessalonicenses, capítulo 2 e versículos 9 e 10, descobrimos que Satanás fará algumas coisas incríveis, aparentemente durante o período da tribulação. Ele diz:

A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem.

Não só eles falam mentiras que soam como a verdade, mas às vezes fazem ações que são satânicas, mas parecem ser piedosas. Você já analisou qual é o núcleo da falsa doutrina de Satanás? Deixe-me apenas te dizer em poucas palavras, como alguém disse: “Se você quer entender isso, tem que entender em poucas palavras”.

Então, quais são as falsas doutrinas básicas que Satanás propaga? A número um é sempre a negação da autoridade da Escritura, sempre. Você vê, se você pode destruir a autoridade deste Livro, não há nenhuma autoridade em qualquer lugar, e então nada importa, nada. Tudo se torna arbitrário. Satanás iniciou esse seu trabalho lá em Gênesis 3, quando disse a Eva: “Deus disse isso? Como você sabe que Deus disse isso?”. Satanás ama distorcer a verdade de Deus. Isso é típico dele.

Em 2 Timóteo, capítulo 4 é dito que ele não só fez isso no início, mas vai fazê-lo o tempo todo até o fim, versículo 3: “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências“. Satanás nega a autoridade da Escritura. Em segundo lugar, Satanás, invariavelmente, nega a divindade de Cristo. Os falsos mestres sempre negarão a divindade de Cristo, e isso inclui a doutrina da salvação.

Se você destruir a divindade de Cristo, você aniquila a doutrina da salvação. Os dois têm que andar juntos. Se Cristo não fosse o Deus-homem, e se Ele não fosse o Deus Todo-Poderoso em carne humana, morrendo na cruz, então a expiação que Ele pretendia realizar, Ele não cumpriu, e a salvação não ocorreu. E isso se encaixa no perfil do engano de Satanás, porque a sua grande mentira na área da salvação é de que você não é salvo pela fé, você é salvo pelo quê? Obras.

Há apenas duas doutrinas acerca da salvação: uma é a religião da realização divina, e a outra é a religião da realização humana. Esse é o grande argumento de Paulo no livro de Gálatas, isto é, que o homem não é salvo pela realização humana, mas pela realização divina. Então, Satanás nega a autoridade da Escritura e nega a divindade de Cristo. “Teste os espíritos“, disse João em I João 4, verso 3: “todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já agora está no mundo.

Outra verdade que Satanás sempre nega é a segunda vinda de Cristo. Porque a segunda vinda está relacionada com o julgamento. E você vai descobrir que, geralmente, os falsos mestres têm a escatologia mais desordenada que existe, porque eles almejam se livrar do julgamento final.

2 Pedro 3 nos fala que os falsos mestres estão dizendo, de modo escarnecedor, no versículo 4: “Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.” Pedro, então, responde, verso 5: “Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste“.

E assim, eles estão ocupados propagando a falsa doutrina – negando a autoridade da Escritura, a divindade de Cristo, a doutrina da salvação pela graça através da fé e a segunda vinda. No lugar dessas verdades, propagam muitas outras falsas doutrinas. Por exemplo, uma das favoritas de Satanás é que você pode se rebelar contra Deus e se dar bem com isso. Ele adora essa mentira.

Como eu lhe falei na semana passada, Satanás está tentando provar que a rebelião contra Deus funciona. Só que Deus já demonstrou de várias formas que isso nunca vai acontecer. A rebelião contra Ele nunca funcionará. Deus quer que o universo saiba disso. E assim, Satanás pode correr por toda parte disseminando sua rebelião, para que Deus possa mostrar a toda criatura no universo que a rebelião não irá funcionar. Mas Satanás quer que os homens acreditem que podem fazer exatamente o que quiserem, e tudo vai sair bem. Essa é a mentira.

Eu sempre lembro de quando li a história de Hemingway [nota: escritor norte-americano, de vida bem desregrada]. Foi em um artigo que foi citado na revista Eternity, publicado logo após a sua morte. Ele afirmou o fato de que você poderia pecar e se dar bem, não sofrer qualquer consequência. Ele havia destruído a moral bíblica fazendo exatamente o que quisesse fazer e cria que tinha tudo sob seu controle.

A matéria enfatizava que ele ganhou guerras, mulheres e que bebia muito, de modo que merece o crédito de ter colaborado para destruir a moral bíblica. E então, 10 anos depois de ele dar tal declaração, pegou uma arma, colocou-a ao lado da cabeça e explodiu os seus miolos. Satanás diz que você pode se rebelar e se dar bem. Não acredite nisso. Essa é uma das suas falsas doutrinas: você pode pecar o quanto quiser e tudo ficará bem.

Outra propagação histórica de Satanás é a idolatria. Ele adora ver todos terem um deus, desde que seja o deus errado. Satanás não quer que todos sejam ateus. Prefere que sejam religiosos, adorando um deus que não existe. É por isso que a Bíblia nos diz que os deuses das nações são demônios. O homem quer adorar uma rocha, Satanás o deixará adorar a rocha e terá um demônio representando o deus que o adorador pensa estar na rocha.

Salmo 106,  versículos 36 e 37, diz: “E serviram aos seus ídolos, que vieram a ser-lhes um laço. Demais disto, sacrificaram seus filhos e suas filhas aos demônios”. Quando sacrificavam aos ídolos, na verdade sacrificavam seus filhos aos demônios, porque os demônios eram representados pelo deus que eles supunham existir. Satanás adoraria que todas as pessoas fossem religiosas, desde que adorem o deus errado.

O próprio Satanás é quem promove a adoração dos anjos. Leia Colossenses, capítulo 2, versículos 18 a 23. Ele gosta da ideia de que as pessoas adorem os anjos. Há pessoas hoje que fazem isso, inclusive na Igreja Católica Romana. Então, Satanás perverte através de falsa doutrina, contrariando a verdadeira doutrina e propagando a falsa doutrina. Outra maneira que Satanás perverte é moldando um estilo de vida condenável. E encontramos isso em Efésios, capítulo 2, versículos 1 a 3:

E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência; entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.

Satanás ama manter as pessoas presas em seu sistema, de modo que andem de acordo com o curso do mundo, para que vivam de acordo com  do príncipe das potestades do ar, a fim de que ele esteja trabalhando nelas, isto é “o espírito que opera nos filhos da desobediência “. Ele quer enlaçar os homens, como diz no versículo 3, nos desejos da carne, para que eles satisfaçam os desejos da carne e da mente, e por isso são, por natureza, os objetos da ira de Deus. Satanás quer levar os homens presos num estilo de vida condenável do qual eles não podem se livrar. E Satanás faz isso não apenas propagando teoria, mas arrastando-os para a prática do pecado que se torna compulsivo.

E, em seguida, Satanás trabalha em seus próprios filhos através da opressão. Essa é uma palavra que abrange muitas realidades, tais como a possessão, obsessão e outras semelhantes. Ele trabalha em seu próprio povo através de uma opressão muito direta. Há muitas maneiras de ilustrar isso. Existem muitos tipos de demônios. Você sabia que alguns deles são mais podres do que outros? Aparentemente, há graus de maldade. Alguns são especialmente perversos.

Satanás almeja conduzir os homens a se entregarem totalmente à luxúria. E ele tem tido sucesso nesse seu plano. Se você olhar para Romanos, capítulo 1, você verá, em sua maior parte, que o mundo fez exatamente isso. Até que, no versículo 24, é dito que Deus desistiu deles.

Esse é o caminho que eles quiseram seguir. Eles trocaram Deus por Satanás: “Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si” (25). O versículo 26: “Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.

Você notará que o corpo parece ser a principal característica no verso 24, enquanto o coração parece ser a principal característica no versículo 26 e a mente no versículo 28, que diz: “como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm“. Então, corpo, coração e mente, isto é,  sensações, afeições e intelecto, todos corrompidos.

Estando cheios de toda a iniqüidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade“, etc., e assim por diante. O verso 32 diz: “Os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.” E assim, Satanás deseja oprimir as pessoas através de suas concupiscências. E, não vemos isso em nosso mundo de hoje? Não vemos pessoas que perderam o controle? Elas são totalmente rendidas para todas as luxúrias.

Já conversei com pessoas que chegaram tão longe na área da luxúria, que se desprezam. Há pessoas que se mataram por causa disso. Falei uma vez com uma garota que não podia se olhar no espelho, porque a visão de si mesma a deixava doente. Mas, outra maneira de Satanás oprimir o seu próprio povo é através da doença. A Bíblia, nos registros dos Evangelhos, nos dá relatos de pessoas que eram mudas em função da ação de Satanás e seus demônios. Outros eram cegos, ou tinham deformidades físicas, outros tinham epilepsia. Enfim, pessoas que realmente tinham doenças as quais foram propagadas por Satanás e seus demônios.

Além disso, ele não apenas oprime o seu povo por concupiscências e doenças físicas, mas através de doença mental. Creio que uma das grandes causas da doença mental no mundo, e até hoje, obviamente, é um esforço satânico. Você já leu Marcos, capítulo 5, sobre o maníaco em Gadara, o homem que vivia entre os Gadarenos, que estava morando nos túmulos? Eles tentavam acorrentá-lo, porém ele sempre quebrava as correntes. Aquele homem, imensamente perturbado, ainda se feria e gritava muito alto. Ele era uma criatura horrível. Sua insanidade se devia ao fato de que ele era absolutamente possuído por hostes demoníacas. Ele era um maníaco.

Em Marcos, capítulo 9 e verso 22, havia um maníaco suicida que tentava se matar estritamente como resultado do poder demoníaco. Tenho certeza de que não só muita doença mental, mas muito suicídio é resultado da atividade de Satanás, da opressão de seu próprio povo. E então, é claro, a ilustração de Marcos 5 também aponta que Satanás pode oprimir seu povo, não só por insanidade e desejo suicida, mas mesmo pelo masoquismo, levando-os a se machucar e ferir.

E então, Satanás, aparentemente, também, quando Deus permite, pode oprimir seus próprios filhos através da morte. Você diz: ‘Onde você obteve essa informação?’ Olhe comigo por um minuto o capítulo 9 de Apocalipse, versos 13 a 15:

E tocou o sexto anjo a sua trombeta, e ouvi uma voz que vinha das quatro pontas do altar de ouro, que estava diante de Deus, a qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: Solta os quatro anjos, que estão presos junto ao grande rio Eufrates. E foram soltos os quatro anjos, que estavam preparados para a hora, e dia, e mês, e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens.

Aqui está um exército satânico, um exército formado por demônios que literalmente destroem um terço da Terra. Deus dá a Satanás o poder de tirar a vida. Então, ele pode oprimir seu povo através da luxúria, pela doença, pela doença mental e pela morte, se Deus lhe der esse direito.

Como Satanás trabalha em seus próprios filhos? Através do impedimento e da perversão. Deixe-me dar-lhe uma terceira via: através da politicagem. Satanás trabalha em seu próprio povo influenciando governos e nações. Você diz: ‘Como Satanás influencia governos e nações?’

Eu tive uma conversa muito interessante há cerca de um ano com um jovem que estava muito envolvido em uma sociedade chamada Mark Age Society, que é um escalão muito superior, demoníaco, de um grupo orientado para a bruxaria. Eles têm contatos com muitas mídias. Eles se encontram em Santa Mônica, em uma casa muito grande.

São pessoas muito ricas. Alguns deles são muito conhecidos na indústria da música. E aquele jovem estava se encontrando com essas pessoas bastante regularmente, nesta Sociedade Mark Age, e ele estava descobrindo informações incríveis, que ele passou para mim. Eu estava recebendo informações referente as quais ninguém no mundo estava exposto, exceto este pequeno grupo de pessoas. Ele estava me dizendo, por exemplo, que essas pessoas têm conhecimento de certos demônios, e sabem para onde certos demônios são designados.

Agora, acreditar ou não no que um demônio diz é uma questão a se pensar, mas o que esse jovem descobriu, seja verdade ou não, é muito interessante. É provável que haja algo de verdade. Ele estava dizendo que o demônio que está encarregado dos EUA, aquele que é responsável por propagar determinada influência demoníaca nesse país, é de um nível muito elevado na ONU, ou seja, esse demônio habita em alguém que tem alguma conexão com os EUA na ONU.

Agora, isso é só uma pequena informação que ele me deu. Ele também disse que informaram a ele qual o lugar no universo – supostamente em Marte e Júpiter – é a localização da sede da força demoníaca. E isso tudo estava sendo transmitido para eles por meio de médiuns e espíritos que eles estavam contactando. Ele disse também que os demônios têm uma rede nos governos de países como o nosso, pela qual eles controlam esses países.

Agora, se você acha que é algo novo, você deve voltar e ler o décimo capítulo de Daniel. Isso não é nada novo. Os demônios têm sido políticos desde o início. Quando Satanás foi desmascarado em Isaías 14, e quando ele foi desmascarado em Ezequiel 28, nas duas vezes o profeta estava realmente falando acerca de um governante humano, não era? E então, por trás desse chefe estava Satanás. No caso de Daniel, capítulo 10, você tem certas nações sendo governadas por homens, mas homens possuídos por demônios.

Então, Satanás sempre foi ativo politicamente. Na verdade, quando ele tentou o nosso Senhor em Mateus, capítulo 4, ele teve a audácia de dizer-lhe: “Se você se curvar a mim, eu vou te dar…” tudo o quê? “Os reinos do mundo”. Bem, você sabe de uma coisa? Ele poderia ter feito isso. Esse  fato é surpreendente. Efésios 6 diz assim:

Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.

Os demônios estão realmente governando esse seu domínio ao nosso redor. De Babel até agora, Satanás tem controlado as nações do mundo através de suas hostes demoníacas. E Deus permitiu isso. Deus o controla através da ação do Espírito Santo no mundo, que é um restritor, um limitador da ação de Satanás. Mas, no entanto, Satanás está ativo. Então, ele opera em seus próprios filhos, impedindo, pervertendo e politicando.

Como Satanás opera nos cristãos? Vejamos isso. Como ele opera em nossas vidas, em você e em mim? Por que isso é realmente importante.

Eu lhe mostrarei várias maneiras. Número um: criando dúvidas. Uma das coisas que ele ama fazer com os cristãos é nos fazer duvidar. Nos últimos dois dias, passei por essa luta em minha mente, através de algumas dúvidas. Você sabe o que Satanás estava me dizendo? Todo esse assunto cristão é um monte de bobagem…

E eu disse: “Oh, não, não é! Eu não cheguei tão longe para ouvir isso!” E eu lutei com isso. E mantive minha confiança olhando para Palavra de Deus e recitando versos, tais como: “eu sei que o meu Redentor vive… e sei que eu estou comprometido com Ele… que Ele pode me manter firme nesse dia…”. E comecei a dizer todos os versículos que declaram “eu sei”. Satanás nos tenta de todo jeito. Ele ama isso.

No início, em Gênesis 3, como ele tentou Eva? A duvidar de Deus. Duvidar da palavra de Deus. Duvidar da bondade de Deus. Satanás insinuou que Deus havia cometido um erro. Que “Ele nunca deveria ter feito aquilo com você, Eva… que tratamento injusto você recebeu…”. Satanás nos tenta a duvidar da preocupação de Deus conosco, a duvidar da segurança que temos em Deus. E é por isso que Paulo diz, em duas de suas cartas, para colocarmos o capacete da esperança da salvação e nos livrarmos dessas dúvidas.

Se Deus disse que Ele o salvou, é o que Ele quis dizer, e quando Satanás vem com seu dardo, a dúvida, ele verá aquele capacete. Você pertence ao Senhor. Você está seguro. Outra coisa que ele gosta de fazer, em segundo lugar, é isso: não só criar dúvida, mas motivar a perseguição. Satanás ama motivar a perseguição. Nós o vemos criando dúvidas no capítulo 3 de Gênesis. Nós o vemos motivando a perseguição no capítulo 2 de Apocalipse. Apocalipse 2:10 diz: “Não temas nada do que sofrerás“, e esta é a igreja de Esmirna, “Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados…“. Aqui temos uma ilustração de como Satanás ama perseguir a igreja.

Na verdade, ele continua a fazer com a igreja o que sempre fez com Israel. Ele sempre perseguiu Israel. Leia o capítulo 12 de Apocalipse, está tudo lá. Ele sempre perseguiu o povo, a mulher que gerou o homem, o povo de Deus. Ele persegue a igreja hoje. E aqui o encontramos a igreja em Esmirna, dando-nos uma ilustração do fato de que “o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.” Satanás quer perseguir a igreja.

Então, Satanás cria dúvidas e Satanás persegue a igreja. Espere por isso, pois é o que ele vai fazer. Prepare-se para isso. O terceiro modo de Satanás agir contra os filhos de Deus é tentando impedir o culto a Deus. Ele está sempre tentando isso. Às vezes, é uma tremenda luta até conseguir chegar a este lugar para ensinar a Palavra a vocês. Agora, eu não sei se há alguma conexão ou não, mas na noite passada eu não consegui dormir a noite toda. Fiquei doente, com problemas no estômago a noite toda. Continuei acordado com dor terrível no estômago.

Mas, acabei passando esse tempo orando, dizendo: “Deus, eu não sei se isso é realmente o que eu penso que seja, mas se for … acabe com a ação de Satanás…. eu sei que ele não quer que eu esteja pregando Tua Palavra amanhã à noite…frustre os planos dele, Senhor!”. E então, eu cheguei aqui e aí percebi que eu tinha esquecido de avisar que começaríamos às 6:00, em vez de 7:00. Pensei: “ninguém estará aqui… Deus me manteve bem, mas agora ninguém estará aqui…”. Mas vocês estavam aqui!

Satanás gosta de impedir nosso culto a Deus. Deixe-me mostrar-lhe onde está isso no Novo Testamento. Como eu disse, o que estou falando não são especulações, mas são ilustrações bíblicas. I Tessalonicenses 2:18 diz: “bem quisemos uma e outra vez ir ter convosco, pelo menos eu, Paulo, mas Satanás no-lo impediu.“. Ou seja, quando Paulo saiu de Tessalônica, o desejo de seu coração era retornar, ele queria o retorno, e há muitas especulações sobre porque ele nunca conseguiu voltar.

Então, seja o que for, diz no versículo 18: “Satanás nos impediu“. Satanás está no negócio de impedir o ministério. Espere por isso. Se você pensa: “Bem, acho que vou desenvolver um ministério, e tudo vai ser bom…”. Assim que você encontrar o primeiro obstáculo, vai dizer: “Ops, é melhor eu parar… aparentemente isso não é a vontade de Deus “. É melhor ter cuidado com suas conclusões e verificar bem, porque é Satanás quem geralmente causa os impedimentos. Ele está ocupado fazendo isso. E tenho certeza de que quanto mais eficiente você for, mais ele vai criar dificuldades.

De fato, o apóstolo Paulo passou por seu ministério com um obstáculo terrível. Ele o chamou de “um espinho na carne“, e disse que “era um mensageiro que Satanás enviou” para o esbofetear. É como se Paulo dissesse: “Satanás sempre está me golpeando, ele quer me tornar miserável, quer me fazer desistir, mas eu permaneço nisso. E se Deus diz que é bom para mim ter essa luta para me manter humilde, tudo bem, porque quando eu sou fraco, então eu sou  forte”. E acredite em mim, mesmo com todos os impedimentos que Satanás cria, ele nunca interfere nos planos de Deus. Ele apenas está sendo usado por Deus para refinar os fracos.

Em quarto lugar, Satanás não só dificulta nosso serviço, mas – e aqui é uma importante atuação – ele se infiltra na igreja. Ele é realmente bom nisso. Você diz: “Como ele faz isso, John?” Antes de tudo, através de falsos cristãos. Ele leva a igreja a acolher pessoas que parecem ser cristãs, e nós realmente não temos como evitá-las cem por cento, mas elas são realmente enviados de Satanás. E então, ele os coloca dentro da comunhão e eles realmente criam estragos, e o fazem de muitas maneiras.

Por exemplo, eles criam estragos através de um estilo de vida que não corresponde à fé que alegam ter e, assim, confundem o mundo quanto ao que significa ser um cristão. Eles se tornam difíceis de lidar. Não sabemos como lidar com eles. Eles costumam tentar se infiltrar na liderança, de modo que Satanás tenha maior influência e alcance. Mateus 13:38-39, diz: “ O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.

O único modo pelo qual o trigo e o joio serão separados será por Deus no final. Nem sempre podemos denunciá-los. Satanás infiltra a igreja com falsos cristãos. Grace Church também os teve no passado e sei que os temos agora, porque Satanás faz isso. Se soubéssemos quem são, faríamos tudo o que pudéssemos para trazê-los ao conhecimento do Senhor Jesus Cristo, e se eles fossem apóstatas, expulsa-lo-íamos, mas não podemos encontrá-los. Identificaremos alguns deles de vez em quando. Mais cedo ou mais tarde, eles se colocam numa posição para serem desmascarados, mas não todos eles. Sabemos que Satanás faz o trabalho dele. Se você é um joio, nós sabemos que você está aqui, nós simplesmente não sabemos quem você é.

Não só Satanás se infiltra na igreja através de falsos cristãos, mas através de falsos mestres. Nós vimos isso antes. Ele gosta de divulgar informações falsas na igreja, alguém que propaga a falsa doutrina que parece boa, alguém que parece ser aprovado pela liderança da igreja, ensinando algo que parece correto, mas não é a verdade.

A igreja sempre foi cheia de falsos mestres, sempre foi. I Timóteo, capítulo 4, versos 1 e 2, que lemos anteriormente, falando do que vai acontecer no fim dos tempos:

Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência.

I João 4:1, ele diz: “Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.” Segunda Pedro 2:1 e 2:

E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.

E é por isso que na armadura do cristão nos é dada a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus, porque com ela devemos contra-atacar a infiltração de Satanás na igreja através de suas falsas doutrinas. Ele se infiltra através de falsos cristãos e falsas doutrinas, e uma outra coisa, e isso é realmente Crítico, Satanás se infiltra na igreja através da divisão. Satanás gosta de dividir a igreja, isso o deixa alegre. Deixe-me dar uma ilustração disso em 2 Coríntios, capítulo 2. Isso é importante.

Versículo 5: “Mas, se alguém causou tristeza, não causou a mim, mas, em algum grau, para não dizer demais, a todos vocês”. Em outras palavras, Paulo está dizendo: ‘Se alguém tem causado problemas com vocês, não é para mim que ele tem sido um problema, mas para vocês’. Verso 6: “É suficiente para tal homem esse castigo, que foi infligido pela maioria…“. Agora, temos um homem que criou problemas. Alguns dizem que ele é o mesmo homem de mau caráter de I Coríntios 5. Mas, esse é um ponto irrelevante. Quem quer que fosse, ele foi um homem imoral em algum momento, e Paulo havia instruído os Coríntios a lidarem com aquele homem.

Houve uma carta escrita entre a Primeira Carta  e a Segunda Carta aos Coríntios e, naquela carta, Paulo provavelmente os instruiu a lidarem com o homem. Agora ele soube através de Tito que os coríntios tomaram o passo essencial para disciplinarem o homem. Havia talvez apenas uma minoria que discordasse. A maioria concordou e a disciplina foi aplicada. Agora, Paulo está satisfeito neste ponto, ou seja, de que o homem tenha sido suficientemente disciplinado e que a disciplina foi suficiente para realizar o que pretendia realizar.

Paulo agora está cuidando de que os coríntios deixem de ser administradores criminais e se voltem para o privilégio da graça para serem perdoadores e restaurarem as amizades. E então, o que Paulo está lhes dizendo é o seguinte: ‘Olha, se ele causou tristeza, não foi para mim… Quero dizer, não  prolonguem esta situação por minha causa… já foi o suficiente… estou satisfeito e  espero que vocês estejam também… ele já sofreu bastante… a disciplina foi suficiente’.

Agora, versículo 7: “Pelo contrário, vocês devem perdoá-lo e consolá-lo, para que o tal não seja de modo algum devorado de demasiada tristeza“.  Em outras palavras, em vez de sua punição ser corretiva, ela simplesmente o deixará desesperado. Quando um homem é disciplinado, a partir do ponto em que ele se arrepende, deve ser restaurado, certo? Gálatas 6:1. Se vocês continuarem intimidando o irmão sob disciplina, ou continuarem a puni-lo, em vez de essa disciplina ter um efeito corretivo, terá um efeito desesperador, e você o levará à tristeza.

Então, ele diz no versículo 8: “Por isso eu suplico a vocês que confirmem o seu amor para com ele“. Em outras palavras: ‘Apenas deixe-o saber que vocês o amam’. Verso 9: “Esta é a razão pela qual eu escrevi a vocês, para que eu possa ter a prova de que serão obedientes em todas as coisas”. Verso 10: “A quem vocês perdoarem, eu também perdoo…”. Ou seja: ‘Se vocês perdoaram este homem, eu também… não prolonguem essa situação por minha causa’. E “se eu perdoei qualquer coisa a quem eu perdoei, é por causa de vocês que perdoei“.

Isto é: ‘quero unidade na igreja, e vocês têm que ter perdão para haver unidade. Se vocês criarem esse problema na igreja, não perdoando esse homem, intimidando-o e mantendo essa atitude punitiva autoritária em relação a ele, vocês só produzirão divisão na igreja e falta de perdão’. E o versículo 11 diz: “É melhor vocês perdoarem o homem, é melhor o amarem, para que Satanás não venha tirar proveito de nós, porque não ignoramos seus esquemas“. E quais são os esquemas dele? Ele gosta de dividir a igreja, e não existe uma maneira melhor de dividir a igreja do que ter uma situação de disciplina, diz Paulo, se houver um espírito implacável.

O esquema, o plano de Satanás é a divisão. Mas, a Palavra está dizendo: uma vez que ele tenha sido disciplinado, ame-o. Ouça-me: uma ênfase excessiva na doutrina à custa da exclusão do amor pode ser mortal para a igreja. Você percebe que a sutileza de Satanás aqui é que ele se move na igreja agindo de maneira doutrinariamente correta? Os coríntios agiram certo ao tratarem o pecado daquele homem.

Mas, isso apenas gerou o cenário perfeito para que Satanás se aproveitasse de uma doutrina sadia e trouxesse um de seus esquemas. Como dissemos tantas vezes, a igreja é construída por dois elementos fundamentais: amor e sã doutrina. Quando há  sã doutrina, mas sem amor suficiente, o resultado é divisão. Porém, se houver muito amor, mas sem suficiente doutrina sadia, o resultado é  confusão.

Outro modo de  Satanás operar em nossas vidas, e esse é o principal: ele nos tenta a pecar. Agora, ele pode fazê-lo através da sua carne, ele pode fazê-lo através do mundo, pode fazê-lo usando seus demônios, ou ele mesmo, mas o fato é que ele tenta você a pecar. Ele é o tentador. Agora, eu vou listar para você, apenas muito brevemente, porque o nosso tempo se foi, os pecados particularmente listados na Bíblia com os quais ele nos tenta.

Número um: ele nos tenta a confiarmos em nossos próprios recursos. Você já notou isso? Acordei esta manhã, finalmente, depois de dormir um pouco. Minha esposa disse: “Como está a dor?” E eu disse: “um pouco melhor.” E eu disse: “Eu acho que conheço uma das razões pelas quais Deus me deixou ficar doente na noite passada”. E o que eu expressei em muitos termos, não nessas palavras exatas, foi o fato de eu ter me preparado para estar aqui hoje. Eu acredito na preparação. E uma das tentações em que eu caio é confiar na minha preparação, em vez de confiar no Espírito de Deus, porque eu faço minha lição de casa.

E eu disse: “acho que o que eu precisava fazer era passar a noite percebendo que eu não conseguiria abrir minha boca, a menos que Deus me permitisse fazer isso.” Satanás adoraria fazer você confiar em seus próprios recursos. Você sabe por quê? Porque você não pode lidar com Satanás a partir de seus próprios recursos. Você sabia disso? Você não pode lidar com ele. Vou dar uma ilustração.

Volte para 1 Crônicas 21. Você sabe, Israel estava tendo muitas guerras neste momento e Davi, é claro, queria ser vitorioso, então veja o que acontece em verso 1 de 1 Crônicas 21: “Então Satanás se levantou contra Israel, e incitou Davi a numerar a Israel.” Ou seja, tentou-lhe a contar as cabeças… verso 2: “E disse Davi a Joabe e aos maiorais do povo: Ide, numerai a Israel, desde Berseba até Dã; e trazei-me a conta para que saiba o número deles.” Isso é, de cima para baixo.

Ou seja, ‘eu quero saber quão grande país nós temos e quão grande exército que temos… você vai lá, Joabe, e conte todas as cabeças…’. E Joabe respondeu, verso 3: “O SENHOR acrescente ao seu povo cem vezes tanto como é; porventura, ó rei meu senhor, não são todos servos de meu senhor? Por que procura isto o meu senhor? Porque seria isto causa de delito para com Israel.” Ele estava dizendo: ‘Olha, se estamos trabalhando para Deus, qual é a importância de sabermos quantos nós temos?’.

Versículo 4: “Porém a palavra do rei prevaleceu contra Joabe; por isso saiu Joabe, e passou por todo o Israel; então voltou para Jerusalém“. Joabe fez o que deveria fazer, obedeceu ao rei, foi por todo Israel e veio a Jerusalém. Esse é um grande trabalho, pois eles teriam que percorrer todo o país fazendo o recenseamento. Verso 5: “E Joabe deu a Davi a soma do número do povo; e era todo o Israel um milhão e cem mil homens, dos que arrancavam da espada; e de Judá quatrocentos e setenta mil homens, dos que arrancavam da espada.” Esse é um bom exército, pessoal.

E Davi estava pensando: ‘Oh, oh, estamos em boa forma. Venha um, venham todos, nós daremos conta!!’. Versículo 7 – Eu gosto disto: “E este negócio também pareceu mau aos olhos de Deus; por isso feriu a Israel“. Era como se Deus mandasse a mensagem: ‘Vamos ver como você lida com isso, Davi… você não precisa de Mim… e Eu não preciso de você…’. Quem atraiu Davi para contar as pessoas? Quem fez isso? O versículo 1 responde: Satanás. E ele gostaria de fazer você confiar em seus próprios recursos. No capítulo 6 de Efésios, versículo 10, Paulo diz: “fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder“. Satanás quer que você confie em seus próprios recursos.

Segundo: Satanás nos tenta a perdermos a fé em Deus. Ele realmente faz isso. Satanás nos tenta a perdermos a fé em Deus, a desistirmos de Deus. Em Lucas 22:31 encontramos o apóstolo trocando os pés pelas mãos, Pedro novamente e todos os seus problemas. “Disse também o Senhor: Simão, Simão… “. Acho que o Senhor disse isso diariamente, provavelmente, “Simão, Simão…”. Eu acho que Deus estava mais ansioso pela glorificação de Pedro do que qualquer outra pessoa…

Disse também o Senhor: Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos peneirar como trigo…“. Você sabe o que é peneirar? Coloca-se a palha e o grão numa peneira de palha, faz-se um movimento vertical lançando o conteúdo para cima, o vento sopra a palha, a semente cai, e você tem tudo separado, peneirado. ‘Satanás está tentando peneirá-lo, separá-lo, Pedro, ele está tentando jogá-lo no vento e tirar algo de você e deixar algo…’.

Mas, o Senhor continua: “Mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirma teus irmãos.” Você sabe, o que eu acredito que Satanás estava tentando fazer era separar Pedro de sua fé. Ele estava tentando, no vento da adversidade, afastar a fé de Pedro. Mas,  “eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça“. Eu vou te contar uma coisa: se Jesus orou por Pedro para que a fé dele não desfalecesse, então a fé dele não desfaleceu. Satanás queria peneirá-lo, para separá-lo de sua fé. Satanás adoraria separar você de sua fé e, então, você deixaria de crer em Deus.

Em 1 Pedro, encontramos a mesma situação que nos foi ilustrada em Lucas 22. No capítulo 5, versículo 8, ele diz isso: “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar“. Agora, ouça, Satanás quer te devorar. O que ele quer dizer com isso? Verso seguinte: “Ao qual resisti firmes na fé…”. Satanás quer engolir você, no sentido de que ele quer destruir sua fé. É por isso que Efésios 6:16 diz: “E, acima de tudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar os dardos ardentes do diabo“. Satanás quer que você confie em seus próprios recursos. Ele quer te separar de sua fé em Deus.

Terceiro: Satanás quer que você minta. Satanás ama ver você falar mentiras. Em Atos 5: 3, ele se moveu para dentro de Ananias e Safira. Pedro os olhou nos olhos e disse: “por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo?“. Satanás quer que você minta. Apenas lembre-se: quando você mente, quando encobre a verdade, quem é a fonte disso?

Em quarto lugar: Satanás quer tentá-lo para a imoralidade. Ele está muito ocupado fazendo isso, acredite. Ele tem a mídia agora como sua agência, dentre outras coisas. Um bom versículo sobre isso é 1 Coríntios 7: 5. Você sabe, às vezes em sessões de aconselhamento, você presencia essa situação onde o homem entra e diz: ‘Bem, eu tenho que consertar meu casamento’. E você diz: ‘Por quê?’ E ele Diz: ‘Bem, porque minha esposa não vai dormir comigo até eu mudar, e não posso lidar com isso’. É sábio o que esta esposa está fazendo? Se seu marido não está se comportando bem, você quer corrigi-lo privando de estar com você?

Olhe para 1 Coríntios 7:5. Literalmente, no grego o significado do texto é: “Parem de se privar um do outro!”. Se você está fazendo isso, pare com isso. Não faça isso, “senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração…“. Se você estiver fazendo por isso, está tudo bem. Por qualquer outro motivo, não aja assim. Por quê? “para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência“. Se você fizer isso com seu parceiro, você o está colocando em posição de estar fora de controle com essa área do desejo. Você vê? E Satanás adoraria tentar as pessoas a estarem fora de controle.

Quinto: ele quer tentar a nos envolvermos com o mundo. 1 João 2:15-16 diz:

Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.

Satanás quer que você seja absorvido pelo sistema, porque isso significa que você virou as costas para Deus. 2 Timóteo 4:10, uma das declarações mais tristes em toda a Bíblia, Paulo disse: “Porque Demas me desamparou, amando o presente século…“.

Em sexto lugar: Satanás também quer tentá-lo a se orgulhar. Oh, ele quer fazer isso, e ele faz de muitas maneiras, mas uma ilustração é 1 Timóteo 3: 6. Quando você está escolhendo bispos, pastores ou anciãos na igreja, a Palavra diz: “Não escolha um neófito“, isso significa um novato, convertido recente, “para que, ensoberbecendo-se, não caia na condenação do diabo“.

O diabo adora erguer as pessoas e torná-las orgulhosas, porque quando elas fazem isso, elas desmoronam. Eu posso te contar. Eu vi isso na igreja ao longo da minha vida: conversos recentes, pessoas imaturas às quais foram atribuídas muita responsabilidade. O orgulho sobe à cabeça e a queda é grande.

Sétimo ponto: Satanás gosta de nos tentar ao desânimo. Ele ama levar o cristão a se cansar de tudo. 1 Pedro 5: 6 a 10:

Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte. Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar. Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo. E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus nos chamou à sua eterna glória, depois de havemos padecido um pouco, ele mesmo vos aperfeiçoe, confirme, fortifique e estabeleça.

Satanás vai se mover, vai mirar em sua fé, ele tentará desgastá-lo, trará desânimo para sua vida. O verso 7 diz: pegue todos os seus cuidados e faça o que com eles? Coloque-os em Cristo. E então, o versículo 10 diz que quando o Deus de toda graça, acabar com todo o seu sofrimento, Ele vai te fazer o quê? Perfeito. Não esqueça, amigo, Deus está com você. Não se desanime.

Assim, estas são as formas como Satanás nos ataca: Ele ataca seus próprios filhos impedindo, pervertendo e politicando. Ele nos ataca fazendo-nos confiar em nossos próprios recursos, fazendo-nos perder a fé em Deus, fazendo-nos mentir, sermos imorais, amarmos o mundo, levando-nos a nos orgulharmos, a sermos desencorajados com lutas espirituais. E assim, ele pode até tentar ganhar a vitória. Mas, você sabe de uma coisa? Temos uma grande promessa! Em cada ponto da tentação, amado, ouça isso, Tiago 4: 7 diz: “Resisti ao diabo e ele fugirá de vós”.

Vamos orar.

Pai, nós reconhecemos Teu poder e superioridade, soberania absoluta, e sabemos que maior é Aquele que está em nós do que aquele que está no mundo. Agradecemos a Ti pela vitória que é nossa em Cristo. Pai, agradecemos a Ti que essa vitória pertence a todo homem que nomeia o nome de Jesus Cristo. E, ó Deus, oramos hoje à noite, se houver uma alma querida em nosso meio que não confessou Jesus como Senhor, que não saiu do poder de Satanás, que não nasceu no Reino de Deus, que ainda não se tornou um filho, um herdeiro comum com Cristo, que isso aconteça nesta noite, que o milagre do novo nascimento possa ser realizado pelo Espírito Santo. Ó Deus, que isso aconteça esta noite. E aqueles de nós que somos cristãos, Pai, ajude-nos a sermos cautelosos, a estarmos alertas, a vermos como nosso adversário opera, a construirmos nossa defesa na área em que somos vulneráveis. Obrigado, Pai, por nos dar este Livro precioso e podermos abri-lo para entender não só a Ti, mas o inimigo, para que possamos seguir nos trilhos com nosso Senhor Jesus Cristo, para a vitória que já foi ganha. Oramos em Seu nome abençoado. Amém.


Esta é uma série de diversos sermões sobre Satanás, os anjos e os demônios. Segue links dos que já foram publicados.


Este texto é uma síntese do sermão “Satan: How Does He Operate? Part 3”, de John MacArthur em 07/09/1975.

Você pode ouvi-lo integralmente (em inglês) no link abaixo:

https://www.gty.org/library/sermons-library/1356/satan-how-does-he-operate

Tradução e síntese feitos pelo site Rei Eterno


 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *