O fundamento da paz

Imprimir
Deus anunciou a morte dos primogênitos do Egito.
E mandou os hebreus separar um cordeiro sem mácula para a Páscoa.
Tomando de seu sangue e pondo em ambas as ombreiras e na verga de suas portas (Êxodo 12).
E este sangue assegurava a paz para Israel em relação com o anjo destruidor.
O sangue fora das portas era a prova que dentro tudo estava perfeito e divinamente arrumado.
Deus disse que o sangue pouparia toda a casa. Israel descansou neste testemunho.
E, portanto, dentro das casas, reinava a perfeita paz.
Os olhos do Senhor estava posto no sangue. Em nada mais.

O cordeiro da páscoa como fundamento da paz de Israel é um tipo glorioso de Cristo como a paz de seus servos.
A obra de Cristo por nós está absoluta e eternamente completa.
Não existe outro meio de salvação senão pelo sangue na cruz.
Não podemos pensar que podemos constituir algo, junto com o sangue de Cristo, para ser o fundamento de nossa paz.
Os olhos do Senhor estão postos sobre o sangue do Cordeiro Santo. Ele é a nossa paz. Somente Ele.
O fundamento da paz ou há de ser somente o sangue, ou então nunca teremos paz.
A verdadeira fé faz o homem descansar no fundamento construído por Cristo, a nossa Páscoa.

Aleluia! Nossa Páscoa é Cristo.

Sintetizado de C H Mackintosh, sobre a celebração da Páscoa na saída dos hebreus do Egito.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.