Lições da tentação no deserto

Imprimir
E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães. Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus. Então o diabo o transportou à cidade santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo, E disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito: Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, E tomar-te-ão nas mãos, Para que nunca tropeces em alguma pedra. Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus. 8 Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles. E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás.
Mateus 4: 3,4; 5-10

Jesus era o Homem Perfeito. Não havia nele pecado e nem concupiscência.
Ele não foi formado a partir da semente de Adão, mas de Deus.
Sua humanidade estava em união com sua divindade.
Todos seus desejos humanos estavam sob controle de sua natureza divina.
Mesmo sendo tentado em todas as coisas, Ele não conheceu o pecado.
Ele veio como cabeça soberana de uma nova raça, assim teve que enfrentar e derrotar o inimigo.

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos.
Mateus 5:6

E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede.
João 6:35

Deus colocou no Éden a Árvore da Vida, da qual o homem deveria se alimentar.
Ele estava dizendo ao homem que a vida humana não era apenas física.
A satisfação das necessidades físicas não é o propósito da vida.
Há algo além para o homem – Uma vida espiritual.
No deserto, Satanás persuadiu Jesus a ansiar por pão.
No Éden, Satanás convenceu o homem a satisfazer sua fome em desprezo a Deus.
O homem caiu, mas Jesus responde-lhe que nem só de pão vive o homem, mas da Palavra de Deus.
As pessoas do mundo vivem em torno de saciar o corpo, pois não possuem vida espiritual.
Elas perguntam sempre: O que comeremos? Ou beberemos? Ou vestiremos?
As nações vivem em torno disto e isto é tudo que elas possuem.
Mas um discípulo de Jesus tem fome da Palavra, da justiça… Jesus é seu Pão da Vida.
O Reino de Deus é sua principal busca… E crê que tudo procede Dele. (Mat.6:33)

Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria; Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos. Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado.
I Cor. 1: 18;22-23; 2:1

Satanás sugeriu a ele que se atirasse no pináculo do tempo… Uma boa exibição de poder…
Uma intervenção espetacular de anjos para salvar sua vida faria dele reconhecido.
Ou seja, ele não precisaria passar por uma vida crucificada e enfrentar a cruz do Gólgota.
Satanás o tentou a obter o reino sem a cruz.
E para isto usou a própria Palavra de Deus de forma maliciosa e distorcida.
Jesus disse: “Eu não recebo glória dos homens” (João 5:41) e “Eu não beberei eu o cálice que o Pai me deu?” (João 18:11)
O Diabo o desafiou a ter uma fé distorcida. Mas Jesus sabia a perfeita vontade do Pai e nunca se afastou dela.
Se qualquer pessoa sair da vontade de Deus e clama por promessas, isto se torna em pecado de presunção. Não é fé.
Podemos confundir fé com presunção. A verdadeira fé vem da Palavra de Deus.
Como tentamos e somos tentados a evitar a cruz!
O inimigo sempre diz: Você pode ter o reino sem cruz!
Ele tenta semear a presunção em nós e fazer da cruz uma ofensa.
Mas no centro da mensagem cristã está a cruz de Cristo. Sem ela não temos a Cristo e nem ao Pai.
O discípulo de Jesus também tem uma vida crucificada. A cruz é seu estilo de vida. (Gl. 6:14; 5:24; Rm 6:6)

Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.
I João 2: 15-17

Por fim o inimigo ofereceu os reinos do mundo em troca de ser adorado por Cristo.
Satanás expressou diretamente o que mais deseja: Usurpar a adoração que só é devida a Deus.
Satanás rebelou-se no céu para atrair a atenção para si.
Deus deu o domínio da terra ao homem e este entregou a Satanás. Ele usurpou todas as coisas.
E tal como na sua queda, Satanás continua desejando ser adorado.
Jesus o repeliu e afirmou: Somente ao Senhor Deus é devida a adoração!
Satanás sempre usa o mundo para saciar seu desejo de ser adorado.
Se você ama o mundo, você adora a Satanás e o amor de Deus não está em você.

Sintetizado, com adaptações, de “A Vida do Senhor Jesus”, Stephen Kaung, Editora Tesouro Aberto

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.