Adolescência: Uma mentira de Satanás

Imprimir
A mentira de um conceito baseado em um falso modelo dos evolucionistas: Adolescência.
Uma idade em que supostamente somos rebeldes e em luta por “liberdade”.
Isto não é visto na Bíblia. E nem na maior parte das culturas e em quase toda a história. É uma idéia recente que nada faz além de produzir coisas ruins.

“Portanto, pelos seus frutos os conhecereis”. (Mat. 7:20)

A verdade é que, por causa da mentira da “adolescência”, o crescimento dos rapazes e das moças é interrompido.
Na “adolescência” ninguém quer ser chamado de menino. Passa-se de menino para adolescente. Um lugar muito cômodo de se estar. Você sabe que não é um homem e ninguém vai lhe chamar de homem, mas também não vai chamá-lo de menino.., Mas de “adolescente”. Continua-se a agir como menino, mas sem receber este título. O crescimento é interrompido.

Ninguém diz a um “adolescente” que se ele não é um adulto, não deve fazer coisa de adultos. O típico “adolescente” quer fazer coisa de adulto, desde que não assuma responsabilidade por elas. Assim, um rapaz de 16 anos relaciona-se com uma menina sem estar disposto e nem com capacidade de assumir responsabilidades por esta menina. Qual o resultado disto? “Rapazes” de 30, 40 anos ou mais que nunca cresceram. O mesmo se vê em relação às meninas. Elas nunca começam a serem mulheres piedosas e maduras… Nunca.

A primeira responsabilidade de um homem é com sua esposa, dando a vida por ela, da mesma forma que Cristo deu pela Igreja (Ef. 5:25). Depois vem a imensa responsabilidade com os filhos, formando-os em todo tempo, todos os dias… O dia todo (Deut. 6: 6-9). E por seguinte os demais interesses do Reino de Deus (incluindo ministério etc.), pois que importa o homem ganhar o mundo todo e perder sua família (I Tim. 3: 2-5). E criar filhos é um trabalho duro. Quando o homem chega em sua casa, não deve procurar diversão, mas assumir sua responsabilidade como marido e pai.

Isto é ser um homem de verdade. Talvez seja por isso que a maioria que não quer ser um homem (conforme as Escrituras Sagradas e não segundo o mundo).
Não há tempo para brincadeiras e nem para si mesmo… É morrer para seu ego e entregar sua vida pela família, encontrando maior alegria que achada no egoísmo. Os especialistas, segundo o mundo, mudaram isto para algo tenebroso.

As crianças não estão sendo ensinadas pelos pais. Em geral não há ensino bíblico no lar. Só há quando a criança faz algo ruim. Não há qualquer esforço sistemático de investimento de vida e tempo nos filhos. Eles serão enviados às “escolas cristãs” a ou à “escola bíblica dominical” para serem ensinados. Os pais terceirizam até para desconhecidos suas obrigações. A regra geral é que o caráter de um jovem é moldado por outros jovens e pelos meios de comunicação (que continuam afundando cada vez mais em densas trevas).

De acordo com as Escrituras, o homem sai para conquistar a sua esposa. Nunca o contrário. A jovem está sob autoridade de seu pai até o dia de seu casamento, quando passará a estar sob autoridade de seu esposo. Esta é o ensino bíblico, que é praticado até por culturas antibíblicas.

O que nós temos? Junta-se vários rapazes que não treinaram para serem homens maduros (responsabilidade, integridade, caráter, seriedade etc.), com várias moças que, de igual modo, não foram treinadas a serem mulheres maduras (integridade, virtude, conhecimento etc.). Essas moças são lançadas em um caldeirão de jovens cujos hormônios estão subindo, sem nenhuma estrutura de um homem maduro. Qual o resultado? Um império de carnalidades, impurezas e coisas semelhantes.

A Bíblia é verdadeira, e a verdade é a única coisa que temos. Ser cristão de mente e pagão de comportamento é algo inútil. No meio cristão, as práticas mundanas são amplamente aceitas. Você pode encontrar alguém ferido em sua testa. E perguntar a ele: O que aconteceu? E ele responde: Eu não sei, eu tenho isto há anos. Então um dia você decide segui-lo. Você descobre que ele bate fortemente dez vezes a própria cabeça em um telefone público. Você vai a ele e explica que as feridas dele são causadas por aquele ato. Mas ele não entende e insiste que não sabe a razão dos ferimentos.

O mesmo pode ser dito em relação ao cristianismo atual. Por que as famílias estão confusas? Por que as vidas das pessoas estão confusas? Por que a paz é algo raro? Por que fracassam os relacionamentos? Por que as pessoas se sentem tão vazias? Por que…?

“Ai, nação pecadora, povo carregado de iniqüidade, descendência de malfeitores, filhos corruptores; deixaram ao SENHOR, blasfemaram o Santo de Israel, voltaram para trás. Por que seríeis ainda castigados, se mais vos rebelaríeis? Toda a cabeça está enferma e todo o coração fraco. Desde a planta do pé até a cabeça não há nele coisa sã, senão feridas, e inchaços, e chagas podres não espremidas, nem ligadas, nem amolecidas com óleo”. (Is. 1: 4-6)

O cristianismo é mais do que agarrar em algumas crenças genéricas e passar por ritos de confissão de fé, orações e etc. É conversão verdadeira. O Senhor quer aperfeiçoar sua obra em nós (Fp. 1:6)

O que significa ser homem? Estar maduro para liderar espiritualmente uma mulher. Dar a sua vida por ela. Ter integridade e caráter. Nunca deixá-la e ter capacidade de cuidar dela economicamente (não viver a sombra dos pais). O que significa ser uma mulher? Alguém que fixa seus olhos no propósito de Deus para sua vida, bem como escolhendo imitar mulheres piedosas, segundo os critérios bíblicos (Tito 2: 3-5).

Quem está ensinando sobre família perante o mundo? As feministas e homossexuais. Eles estão devastando tudo. Os homens não conseguem mais agir como homens. Esta geração de jovens pode ser chamada de “leva de shopping”. São fracos e pálidos meninos que buscam diversões e vagam pelos shoppings como crianças que se recusam a crescer. Não são jovens que trabalham, perseveram, lutam, estudam e pensam. Eles chegam aos 30 anos agindo da mesma forma.

As meninas bem sabem o que o mundo pensa sobre beleza. Elas se vestem conforme o mundo. Deus tem sido rejeitado e o mundo tem sido abraçado. E elas têm o grotesco, o feio e o sujo, destruindo sua feminilidade e sua verdadeira beleza, abolindo a elegância e substituindo tudo pela sensualidade. Um homem pode apreciar uma mulher por sua beleza traduzida em elegância e feminilidade, sem qualquer impureza, mas uma mulher sensual exala algo maligno. Elegância e feminilidade vêm de Deus, a sensualidade procede do inferno. Satanás tem avançado destruindo a verdadeira beleza da mulher.

Antigamente um rapaz que pusesse a mão nos ombros de uma moça receberia uma repreensão. Mas atualmente as mulheres agem como se fossem um desses rapazes. E isso é uma obra maligna. O movimento feminista tem destruído a beleza que Deus deu a mulher. As mulheres desprezam tanto a posição que Deus planejou para elas, que perderam o respeito dos homens. Muito bom seria que isto fosse uma dissecação do que há entre as mulheres que não se declaram seguidoras de Cristo. Mas é uma terrível realidade entre a maioria que diz segui-lo.

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia… E coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus”. (Gal. 5:19, 21)

“Fuji de toda a aparência do mal”. (I Tess. 5:22)

“Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor”. (I Tim. 2:22)

“[Admoesta] As mulheres idosas, como a mães, às moças, como a irmãs, em toda a pureza”. [Palavra de Paulo ao jovem Timóteo] (I Tim. 5:2)

Qualquer relacionamento entre solteiros deve guardar toda a pureza. Sem exceção. Nunca um rapaz e uma moça devem estar em um ambiente a sós. A Bíblia ensina a resistir ao Diabo pela fé, mas manda fugir da impureza e da aparência do mal. A carne é mais perigosa que o próprio Diabo. O namoro é parte do casamento. Nunca antes dele. Escapar da impureza não é apenas com jejum e oração, é apartar-se de toda situação que favoreça sua existência. [Se você não quer degustar os tenebrosos frutos do pecado, saia do pomar de Satanás]. Essas palavras aborrecem ao impuro. Muitos sabem e rejeitam tudo isto. E seguem com suas vidas na prática da impureza.

Como um casamento deveria ser sempre construído?

Dois jovens com pais piedosos (raridade). De um lado, um rapaz que tem sido treinado por seu pai desde sua infância, ensinando-lhe coisas para moldá-lo como um homem. Para isto, esse pai sacrificou tudo, inclusive sua vida profissional. Esse pai deu sua vida por sua esposa e filhos. Aos 18 anos, tendo um pai como este, você pode trabalhar o dia todo, pois nunca conheceu frivolidades estúpidas. E então se interessou por uma moça, que viveu sob o mesmo cenário, ensinada por sua mãe na Palavra e no exemplo, a ser uma mulher piedosa e tendo com modelo de homem um pai que a inspirou a amar ao Senhor.

Esse rapaz vai ao seu pai e fala-lhe do seu interesse pela moça, para sua avaliação. E o pai diz que ainda não é tempo, que há mais coisas a aprender. O que ele deve fazer? Obedecer a seu pai. Mas também é possível que ele diga que está orgulhoso da forma que seu filho se tornou um homem, com todas as qualificações que Deus quer para liderar uma família. E considera que a moça tem qualificações. Então, o que ele permitiu? Que o filho vá ao pai da moça e não a ela. Pois essa moça está sob a autoridade do pai dela e isto deve ser honrado.

Você então tem uma conversa com ele (uma coragem de um homem maduro) e diz: Tenho orado sobre sua filha, considero-a uma mulher piedosa e gostaria de seguir adiante com este relacionamento. O pai da moça, conhecendo a integridade e a vida espiritual do rapaz, diz: Vou pensar a respeito e falarei com você. Ele não diz: Vou perguntar a minha filha. Ele protege a sua filha para não ser confrontada por outro homem a não ser ele mesmo.

Num cenário, o pai vai à filha e ela diz não. O pai a conduz a orar sobre o assunto. A resposta continua não. Então o pai vai ao rapaz e diz não. Ele não disse que a filha disse não, para não colocá-la em conflito com outra pessoa. E o rapaz, estendendo a autoridade do pai, respeita e aceita sua decisão.
Mas se a moça diz sim, de forma entusiasmada. O pai a conduz a orar sobre o assunto, pois as emoções são perigosas. Ela ora e ele ora. A mãe também ora. Parece bom. O Pai solicita uma reunião com o rapaz e seus pais. E juntos planejam tudo na vida dos jovens até se casarem, principalmente em relação à forma como eles se conhecerão melhor, sem contatos físicos. Daí eles decidem se é de Deus ou não um casamento entre eles. Se positivo, eles chegam ao altar totalmente puros.

[Isto parece loucura para esta geração “teen”]

Sintetizado pelo site Rei Eterno de uma minitração de Paul Washer

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *